MISOFONIA

Várias pessoas se INCOMODAM MUITO com determinados sons repetitivos.

Pessoas mastigando ou fungando, talher batendo no prato, digitação no teclado, papel de salgadinhos, latido de cachorro, etc.

Parece bobagem ou frescura, mas não é! Isso se chama MISOFONIA (miso = aversão; fonia = sons), está se tornando mais comum e já pode aparecer na infância!

Essas pessoas não conseguem dormir, concentrar no estudo/trabalho, nem ter uma refeição em conjunto. Ficam constrangidas de avisar os amigos ou colegas de trabalho que eles estão fazendo barulhos “irritantes” porque sabem que o problema é delas. Por isso, a qualidade de vida piora muito. Elas precisam de ajuda.

Querendo ajudar, criamos o SOS MISOFONIA. Quem se incomoda poderá comunicar – de modo ANÔNIMO, EDUCADO e GRATUITO – quem faz os sons irritantes e não sabe que tem alguém por perto com misofonia.

Veja como é fácil!

  1. No formulário ao lado, inserir nome e e-mail de quem deve RECEBER o alerta
  2. Informe os sons que incomodam quem vai ENVIAR o alerta.
  3. Clique em enviar para que o alerta seja disparado de forma anônima.

SOS MISOFONIA

Esta área é destinada a pessoas que se incomodam com determinados sons (Misofonia) e ficam constrangidas em informar quem está produzindo esses sons.

Por isso, o Instituto Ganz Sanchez assumirá o envio do email com o SOS MISOFONIA anonimamente às pessoas que você selecionar para recebê-lo.

Agradecemos muito se este espaço for respeitado e usado apenas por quem REALMENTE se sente incomodado.


O QUE É MISOFONIA?

Conheça a família da Hipersensibilidade ou Intolerância aos sons: Misofonia, Hipersensibilidade e Fonofobia.

Você se incomoda com sons que outras pessoas mal percebem? Isso é mais comum do que se imagina!

Alguns se incomodam com a PRESENÇA de sons repetidos, mesmo que eles sejam baixos, como a mastigação, respiração, deglutição de saliva ou alimentos, tosse, pigarro, assoar nariz, etc. Não conseguem conviver com os sons que incomodam enquanto eles estiverem presentes e isso não tem relação com o volume. Além disso, esses sons provocam uma reação INCONTROLÁVEL de raiva e irritabilidade. Esses casos são diagnosticados como Misofonia ou 4S: Síndrome de Sensibilidade Seletiva a Sons.

Outros se incomodam com o VOLUME dos sons, como a TV alta, música alta, vozes, eletrodomésticos (liquidificador, aspirador, secador, micro-ondas, lavadora etc). Essas pessoas conseguem conviver com os sons que os incomodam, desde que o volume esteja baixo. Esses são os casos de HIPERACUSIA.

Outras pessoas evitam sair de casa, pois o MEDO de se expor a sons e prejudicar o ouvido aparece antes do próprio incômodo. Essa é a FONOFOBIA, que costuma ocorrer junto com um dos outros tipos de intolerância a sons.

Nossa avaliação médica das hipersensibilidades auditivas inclui a entrevista detalhada e a medida do Limiar de Desconforto a Sons, conhecido como LDL (do inglês Loudness Discomfort Levels). Esse é o exame complementar à audiometria (medida da audição) que identifica qual o volume que os sons graves, médios e agudos começam a incomodar cada pessoa. Na Hiperacusia e na Fonofobia, os resultados costumam ser alterados; na Misofonia, eles costumam ser normais.

O Fantástico mostrou nossa participação na entrevista para desmistificar o tema e esclarecer a população. Assista Aqui. Atenção: Para ser didática, a entrevista incluiu demonstração de sons que podem incomodar.

pt_BRPortuguese
Open chat