Os ouvidos podem sofrer alterações durante a gestação

19 jul

A maternidade é um momento muito especial para a mulher, mas também recheado de dúvidas, medos e muita insegurança.

A mulher é envolvida por todos os lados com conselhos, relatos, histórias e dicas deste momento mágico e nem sempre é fácil lidar com tantas informações. A ansiedade e a depressão são sentimentos que rondam a mente das futuras mães, que precisam de muito apoio, amor e colaboração da família, que é envolta em uma alegria contagiante pela vida que vai chegar e com certeza mudar a rotina familiar. 

Muito se fala sobre os enjoos, aumento de peso, formas do parto, cuidados com o bebê, enxoval e etc, mas sobre o cuidado com os ouvidos e os problemas que podem acontecer durante este período, é pouco falado e até divulgado.  

Muitas mães têm dúvidas se o seu bebê realmente ouve os sons externos dentro da barriga.

A Dra. Tanit é apaixonada pelos OUVIDOS, esta parte do corpo que muitas vezes as pessoas só se lembram quando têm dor ou outros problemas. 

Na formação do feto, os ouvidos dos nenês se formam entre a 5a e a 7a semana de gestação. Muita gente nem sabe que está grávida nessa época e o nenê já consegue ouvir!

Então não é mito que os bebês ouvem a voz da mãe e os sons externos. O bebê pode ser emocionalmente influenciado porque já tem ouvidos funcionando. Ele pode ouvir a voz da mãe feliz porque está gravida.  Por isto muitas mães colocam músicas para o bebê ouvir, enquanto acariciam a barriga e conversam com o bebê. Ouvindo, ele sente! Isso é muito bacana e emocionante para as mães. 

A Dra. Tanit Ganz Sanchez, médica otorrinolaringologista, não escapou de todos estes sentimentos durante as suas duas gestações. Um dos seus maiores receios quando soube que seria mãe, além dos anseios típicos, foi com relação aos possíveis problemas auditivos causados pela gestação, devido aos relatos de suas pacientes e de seus estudos nas áreas de zumbido, perda auditiva e tonturas. 

“Não sei se foi sorte ou outra coisa, mas o meu medo de engravidar não me trouxe zumbido, perda auditiva, tontura, anemia, pré-eclampsia, otosclerose, surdez súbita, ansiedade nem depressão. Quanto ao ganho de peso, foram 8 Kg encontrados e rapidamente perdidos com a amamentação. As duas gestações superaram a minha expectativa... e essa é apenas mais uma história onde o excesso de medo não compensa.”, relata a Dra. Tanit no artigo que ela escreveu para o SITE PAPO DE MÃE, dentro do Portal UOL.  

Para conferir toda o artigo que está recheado de emoção basta acessar o site: https://papodemae.uol.com.br/noticias/gestacao-e-os-ouvidos-da-gravida-e-do-bebe.htm


O Instituto Ganz Sanchez disponibiliza um material GRATUITO e de qualidade para ajudar quem sofre com zumbido e hipersensibilidades auditivas (misofonia e hiperacusia) e também os seus familiares.

Esse material inclui vídeos e posts sobre curiosidades, aulas, dicas, depoimentos da pesquisa de cura do zumbido e lives do G.A.N.Z. (Grupo de Apoio Nacional a pessoas com Zumbido).

Ele está disponível nos seguintes canais:

Siga-nos, curta e compartilhe.


Se você prefere informação focada em sua necessidade, disponibilizamos nossos produtos:

  • O treinamento online “ABCZ DO ZUMBIDO” é dinâmico e direto ao ponto. Os três módulos “Entendendo o Zumbido”, “Investigando o Zumbido” e “Tratando o Zumbido” ajudam tanto o público que sofre quanto os profissionais que os atendem. Clique aqui e assista uma aula grátis.
  • O livro “QUEM DISSE QUE ZUMBIDO NÃO TEM CURA?” é leitura fácil e rápida com informações de qualidade. Você pode adquirir a versão impressa pelo nosso site ou o e-book para ler no Kindle, computador, tablet e celular.

Se você preferir consulta individual para diagnóstico e tratamento:

  • fazemos atendimento à distância por vídeo-chamada para atender quem mora fora de SP. Mais informações podem ser obtidas por mensagem de whatsapp empresarial 11-30215251.
Compartilhar:
pt_BRPortuguese
Open chat